Nossa despedida do Pacífico

No nosso último dia em San Diego tivemos o primeiro atrito da viagem e o motivo foi o surf. Era dia de ir embora pra Los Angeles novamente, só que dessa vez para conhecer a parte mais urbana da cidade, sem praias no roteiro. O problema é que o tal do swell havia chegado no dia anterior e continuava a atingir a costa da Califórnia.

A idéia do Guilherme era tirar Los Angeles do roteiro, continuar em San Diego por mais três dias e de lá seguir direto para Vegas para finalizar a viagem.

Mas como assim eu vou pra California e não vou conhecer Los Angeles? E o Hollywood Sign, aonde fica?

Depois de muito argumentar chegamos ao seguinte acordo: ele teria direito a uma última session de surf no Pacífico. Enquanto ele fosse surfar, eu ficaria no hotel arrumando tudo, lavando as roupas e preparando a próxima parte da viagem.

De prancha em baixo do braço ele saiu com direção a Windansea, a praia que ficava a menos de dois quarteirões do nosso hotel.


View Larger Map

Não temos fotos do surf por motivos óbvios, mas segundo ele a argumentação valeu a pena.

Windansea é uma onda de dificuldade média, uma ótima alternativa para os difíceis pointbreaks ao seu redor. É uma onda clássica, point desde os anos 30 e que já foi surfada por muitas lendas do surfe. Recebe a maioria dos swells e funciona melhor sem vento. A praia, é linda, cheia de rochedos e cliffs, mas o crowd pode ser um problema, pois os locais tomam conta do lugar e não são muito amigavéis.

As ondas de Windansea.

As ondas de Windansea.

De cabeça feita, nos despedimos do mar agradecendo pelos últimos 23 maravilhosos dias proporcionados por ele.

Foram muitas fotos, vistas, momentos e sensações que não iremos esquecer nunca.

Sempre que penso na California é ele, o mar, que vem primeiro a minha cabeça.

can still hear

No próximo post: Roteiro Resumido San Diego

* As fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor, contate-nos.