Points de Surf em Santa Bárbara

Santa Bárbara tem um grande potencial pro Surf e da cidade saíram vários surfistas talentosos como Tom Curren. Há diversas praias em que rolam umas ondinhas, mas achamos que quatro delas valem a pena.

Jalama Beach: fizemos um post só sobre o lugar – confira aqui. A praia fica afastada, ao norte de SB, e tem um campground para quem quiser pernoitar.

aaaaa

As ondas de Jalama Beach.

El Capitan: É muito raro quebrar ondas aqui. Mas quando quebram – e para isso é preciso um swell bem grande, o vento e a maré certos –  são bem boas. O acesso é fácil, feito através da Hwy 101.

aaaaa

As ondas não aparecem sempre no El Capitan, mas quando aparecem são boas e tubulares.

 O vídeo mostra melhor:

http://www.youtube.com/watch?v=tSu23RxXUZ4&w=560&h=315

Sandspit: A onda do pico é bem tubuluar e cavada, graças a um breakwater construído por causa do porto de Santa Barbara, que cria um backwash e dá mais força a ondulação. É um dos picos mais constantes da região, o crowd é grande quando o mar está bom e os locais não são dos mais amigáveis. O acesso é feito Hwy 101, mais especificadamente pela Castillo St.

aaaaa

O Backwash assusta.

aaaaa

Mas o efeito é lindo.

No vídeo dá pra sentir ainda mais a força da água.

http://www.youtube.com/watch?v=Ln9cmTRwVSU&w=560&h=315

Rincon: O pico mais clássico e conhecido de Santa Barbara teve um post só pra ele. Confira aqui.

O sonho de ver Rincon quebrando assim continua!

O sonho de ver Rincon quebrando assim continua!

 Selecionamos um vídeo que mostra bem a vibe de Rincon.

http://www.youtube.com/watch?v=VmvGd0XWr4M&w=560&h=315

Ventura: Ao sul de Santa Barbara fica Ventura,  uma cidade que também tem uma cultura de surf forte e alguns picos bacanas. Infelizmente não conseguimos conhecer nada dela e seguimos direto pra LA. Alguém aí conhece a cidade? Surfou por lá?

 

No próximo post: Deixamos Sta Barbara e seguimos com direção a maior e mais famosa cidade da Califórnia: Los Angeles.

* Algumas das fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor contate-nos.

O que faltou fazer em Santa Barbara

Santa Barbara é uma cidade bem bacana. A gente não fez tanta coisa por lá. Estavamos viajando há mais de 10 dias e decidimos curtir o lado menos turístico, ficarmos mais tranqüilos, sem programações e roteiros planejados. Por isso temos vários motivos pra voltar, como de costume.

Santa Barbara Museum of Art – O museu tem um bom acervo, com destaque para as obras do período impressionista – é o museu da costa oeste que possui mais obras de Monet.  As exposições temporárias costumam ser bacanas.

Santa Barbara Museum of Art.

Santa Barbara Museum of Art.

Mais informações: www.sbmuseart.org

1130 State Street
Santa Barbara CA 93101-2746
Tel: 805.963.4364

Ingressos: $10

Abre de Terça a Domingo das 11h as 17h

Courthouse Tower – O prédio do tribunal da cidade de Santa Barbara construído em 1929 já é bonito por si só. Cercado por gramados e por um jardim submerso tropical, seu interior é repleto de tetos pintados a mão, murais e lustres de ferro. Dificilmente uma tarde de domingo passa sem que um festival, concerto ou algo do gênero abuse do maravilho cenário para ficar ainda melhor. Mas o “Must-see” está na vista 360° da cidade que se tem da torre do edifício. As fotos explicam melhor.

O prédio e seu interior.

O prédio e seu interior.

Uma das facetas da vista da torre.

Uma das facetas da vista da torre.

Mais informações: http://www.santabarbaracourthouse.org/sbch/

1100 Anacapa Street, Santa Barbara, CA 93101, Estados Unidos

Telefone:+1 805-962-6464

De Segunda a Sexta das 8h as 17h (a torre costuma fechar mais cedo)

Sábado e Domingo das 10 as 16:30h

Channel Islands – O arquipelogo tem oito ilhas que se dividem entre os distritos de Santa Barbara, Ventura e Los Angeles.  A mais próxima da costa fica a cerca de      duas horas de barco de Ventura. Você pode fazer um passeio de um dia para ver as baleias ou acampar em uma delas e explorar melhor o local. A fauna das ilhas é bem variada e em alguns lugares rolam até umas ondinhas. Com certeza entra no nosso próximo roteiro com direito a acampamento. A empresa Island Packers faz variados passeios para o destino. Para saber mais accese essa matéria da Folha em português.

O mapa mostra s oito ilhas pertencentes ao arquipelogo. Abaixo, algumas das praias.

O mapa mostra as oito ilhas pertencentes ao arquipelogo. Abaixo, algumas das praias.

Camino al mar – 1000 Steps Beach – Muitos dizem que a praia é uma das mais bonitas de Santa Barbara. Com certeza é uma das mais privadas e tranqüilas. O nome se refere a escada – que não tem 1000 e sim 150 degraus – construída nos anos 20 que dá acesso a pequena enseada da onde é possível se ter uma bela vista das ilhas e do mar. Quando a maré está baixa dá pra passear também pelas “Low Tide Pools” e observar parte da vida marinha. Fica em East Mesa, ao norte de East Beach. Acho um passeio bem romântico: descer os degraus, apreciar a vista, pegar conchinhas…

A beleza da praia depois de descer os 150 degraus.

Mais informações: http://cartas.typepad.com/main/2009/03/camino-al-mar-1000-steps-a-santa-barbara-beach.html

Lotus Land – Uma coleção de lindos jardins, a propriedade tem cerca de 37 acres. Construído por uma cantora de ópera rica e exêntrica nos anos 40, o lugar foi aberto ao público após a sua morte nos anos 80. Por causa da vizinhaça, o lugar é bem discreto, e só aceita visitantes mediante reserva. O valor da entrada é alto – $35 por pessoa – mas o tour guiado te leva a conhecer espécies de plantas bem diferentes do mundo todo.

os jardins da Lotus Land.

Mais informações: www.lotusland.org

695 Ashley Rd
Santa Barbara, CA 93108

Santa Barbara Mission – Já falamos da importância das missões na história da Califórnia antes – aqui, aqui aqui. A Santa Barbara Mission é conhecida como a Rainha das Missões e foi a décima a ser construída em 1786.

A rainha das missões.

A rainha das missões.

Mais informações: http://www.santabarbaramission.org/

2201 Laguna Street, Santa Barbara, CA 93105

Tours a partir de $5

Ver os picos de surf funcionando – A gente foi até alguns lugares em que rolam umas ondas, mas o swell não entrou. O próximo post vai ser só sobre os points de surf da região.

Altas ondas em Santa Barbara.

Altas ondas em Santa Barbara.

* Algumas das fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor contate-nos.

Roteiro Resumido Santa Barbara

Nossa passagem por Santa Barbara chegou ao fim. Abaixo segue o nosso roteiro resumido. É só clicar nas palavras em vermelho para ser redirecionado ao post correspondente.

Dia 10 – 19/08 – Sexta-feira
Chegada a Santa Barbara por volta das 16h
Check in no Hotel e descanso
Pizza na casa do Thiago
Dia 11 – 20/08 – Sábado
Surf em Jalama Beach
Jantar na super Rica Taqueria
Dia 12 – 21/08 – Domingo
Passeio de Bike por East Beach
Visita ao Surfing Museum
Almoço no Pascucci
Compras na State Street.
Dia 13 – 22/08 – Segunda-feira
Compras Love Culture.
Ida a Rincon.
Almoço na Pacific Coast Deli.
Compras no Camarillo Outlets.
Jantar no In-N-Out.
Dia 14 – 23/08 – Terça-feira
Manhã no Hotel arrumando as malas.
Almoço na Deli.
Seguimos para Los Angeles.

 

 

Nos próximos posts vamos falar sobre os points de surf da região e o que faltou por aqui. Depois seguimos com direção a Los Angeles e vamos contar como foi nosa passagem por Malibu, Santa Mônica e Venice Beach.

In-N-Out Burger e o segredo do Animal Style

O In-N-Out Burguer é mais uma das cadeias de fast food dos Estados Unidos. Fundada em 1948, conta com mais de 280 lojas nos estados da Califórnia, Arizona, Nevada, Texas e Utah  e é considera uma das melhores.

O menu é enxuto. São três tipos de variações de hambúrguer:  Hambúrguer Simples, Cheese Burguer e o Double-Double – o dobro de carne e o dobro de queijo – nos quais você pode adicionar alface, tomate, cebolas frescas ou grelhadas e um molho que eles chamam de “Spread”. Você também pode pedir batatas fritas, refrigerantes refil além de três sabores de milk-shake: chocolate, morango ou baunilha.

Dica dos locais (nosso amigo Thiago contou pra gente):  além do menu que todo mundo conhece, eles tem um menu “secreto”. A idéia surgiu em 1969 quando um cliente pediu seu hambúrguer um pouco diferente do normal e o nomeou “Animal Style”. Hoje esse é o mais famoso dos itens desse Menu. Peça o seu Double-Double Animal Style e ele virá com molho extra, picles e mostarda. A Batata Animal Style vem com cheddar e cebola.  Além dele, existe também o 3×3 – que vem com 3 hambúrgueres e 3 queijos , o 4×4 – com 4 itens de cada, o Grilled Cheese – que vem sem a carne,  o Protein Style – que vem enrolado na alface e sem pão – e o Milk Shake Napolitano.

Hoje em dia, esse menu já não é mais tão secreto e está disponível no site com o nome de Not-so-Secret Menu. No site também dá pra ver uma linha do tempo bem legal com a história da casa e curiosidades como o porquê das duas palmeiras em frente da maioria das lojas.

O In-N-Out tem lojas espalhadas por toda a Califórnia. A gente visitou a que fica próxima ao Camarillo Premium Outlets.

A loja próxima ao Outlet, com as duas famosas palmeiras na frente.

A loja próxima ao Outlet, com as duas famosas palmeiras na frente.

Pedimos dois Double-Double, uma batata Animal Style, um Milk shake e um Refri. Gastamos menos de $15.

Batatas Fritas e Double-Double Animal Style.

Batatas Fritas e Double-Double Animal Style.

Não é a melhor refeição do mundo, mas foi muito legal e gordurosamente saboroso!

Mais informações: http://www.in-n-out.com/
1316 VENTURA BLVD, CAMARILLO, CA 93010
1-800-786-1000

 

 

 

 

* Algumas das fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor contate-nos.

Nosso último dia em SB: Camarillo Outlet

Era nosso último dia em Santa Barbara e com o swell passando longe da costa da Califórnia decidimos ir as compras. E lá fomos nós para o primeiro Outlet da viagem.

camarillo

O Camarillo Outlets pertence a famosa rede Premium Outlets que tem filiais espalhadas por todo o país. Fica no meio do caminho entre Los Angeles e Santa Barbara, por isso vale a pena prestar atenção na hora de inserir a visita no seu roteiro. O melhor é encaixa-la no dia que você vai de uma cidade para outra.


Ver mapa maior

A. Santa Barbara      B. Camarillo Outlet      C. Los Angeles

 

A gente não fez isso, mas deu tudo certo. Saímos da Deli do Thiago por volta da uma da tarde e voltamos só a noite. São mais de 160 lojas e todas as marcas queridinhas dos brasileiros estão lá: Nike, Adidas, Reebook, Victoria’s Secrets, Vans, Hurley, Calvin Klein, Diesel, Forever 21, Gap… É impossível citar todas.

Dica: Entre no site, registre-se no VIP Club e imprima os cupons de desconto disponíveis. Imprima também um mapa e marque as lojas que você deseja visitar. Isso vai facilitar e agilizar bastante suas compras.

Praticamente expulsos das lojas fomos embora, mortos de fome. E o nosso jantar no In-N-Out é o que eu vou contar no próximo post.

Mais informações:

Camarillo Premium Outlets
http://www.premiumoutlets.com/outlets/outlet.asp?id=20
740 E. Ventura Boulevard
Camarillo, CA 93010
(805) 445-8520

 

* Algumas das fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor contate-nos.

Pacific Coast Deli: o melhor sanduba de todos os tempos

Nos posts anteriores já contamos que estávamos sendo recepcionados em Santa Barbara pelo nosso amigo brasileiro Thiago.  A gente já contou também que ele morava lá a quase 5 anos. Faltou dizer o que ele fazia pra viver.

O Thi, juntamente com seu irmão, tinha uma Deli (expressão usada nos Eua pra definir as Delicatessens, que vendem comidinhas caseiras pra serem consumidas na hora ou levadas pra casa. Servem também sanduíches, saladas e sucos.)  na Carpinteria. Eu digo tinha, por que atualmente eles arrendaram o negócio e são representantes exclusivos do Frooty Açaí nos Estados Unidos.

aaaaaaaaaaaaaa

O Thiago, atrás do balcão e o Gui esperando nosso Sanduba.

aaaaa

A Pacific Coast Deli é do surf: prancha do Kelly Slater e a perfeição de Rincon, a menos de 15 min dali.

Fico muito feliz por nosso amigo estar ampliando seus horizontes, mas é uma pena que a Deli tenha fechado. Os sanduíches eram simplesmente divinos.

Comemos – 2 dias seguidos – um sanduíche no pão italiano com Pepper Jack Cheese, alface, tomate, cebola rocha e rosbife. Mas o melhor de tudo eram as maioneses: de um lado do pão maionese de manjericão e do outro maionese de chipotle. Incrível!

aaaa

Da pra ver a maionese de Chipotle laranja, em cima e a de Manjericão verde, em baixo.

Por coincidência o Thiago está no Brasil e já sabendo da nossa devoção pelo seu sanduíche  trouxe os ingredientes pra gente reproduzi-lo aqui em casa.

Desde a viagem que quero aprender a fazer essas maioneses – que são o MUST do sanduba –  e morro de desejo de prova-las de novo. Ontem, finalmente, esse dia chegou! Vou aproveitar então e repassar as receitas pra vocês matarem a vontade também!

A gente bagunçando na cozinha. O Thi achando que estava na Ana Maria Braga!!rsrsrs

A gente bagunçando na cozinha. O Thi achando que estava na Ana Maria Braga!!rsrsrs

aaaa

Prontos para atacar!!

 

MAIONESES – PACIFIC COAST DELI

A base para todas as receitas é mesma. A maionese utilizada por eles – e a que o Thiago trouxe especialmente pra gente – é pronta e vende nos supermercados de lá. Apesar do visual ser bem parecido, ela é bem diferente das maioneses prontas daqui. Por isso, aconselho vocês a fazerem a sua própria maionese ou trazerem uma dessas de lá. 😉

aaaaa

1.9 l da mais deliciosa maionese!

 Homemade MayoRende 1 xícara

Ingredientes:
1 ovo grande
1 colher de chá de suco de limão
1 colher de chá de mostarda djon
1 xícara de azeite
Sal a gosto

Modo de preparo: Misture o ovo, o suco de limão, a mostarda e o sal no liquidificador.  Com o liquidificador ainda ligado, vá adicionando o azeite aos poucos, em fio, até que a mistura fique com a consistência de maionese. Deixe na geladeira por 30 minutos e consuma em até 24 h.

Com a maionese pronta, é só escolher o sabor.

aaaaaa

Manjericão, Chipotle, Tabasco ou Tomate-seco?

Manjericão
Ingredientes: 2 xícaras de maionese / 1 maço de majericão
Modo de preparo: Bata tudo no processador até formar uma mistura homogênea
Chipotle (a melhor na minha opinião)
Ingredientes: 2 xícaras de maionese / 1/2 latinha de pimenta chipotle
Modo de preparo: Bata tudo no processador até formar uma mistura homogênea

OBS: A pimenta chipotle é um pouco difícil de achar. Encontrei essa marca mês passado no supermercado e já comprei um estoque!

aaaa

A embalagem da pimenta que achamos aqui no Brasil e o que vem lá dentro.

Tabasco
Ingredientes: 2 xícaras de maionese / 1 colher de chá de papicra picante / 1 dente de alho / Tabasco a gosto
Modo de preparo: Bata tudo no processador até formar uma mistura homogênea
Tomate Seco
Ingredientes: 2 xícaras de maionese / 4 tomates seco
Modo de preparo: Bata tudo no processador até formar uma mistura homogênea

Fizemos um rosbife caseiro, compramos umas baguetes, cebola rocha, alface, tomate e queijo prato. Mas com essas maioneses, nem precisa de muito recheio. Qualquer sanduíche vai ficar uma delicia!

Valeu mais uma vez Thi! Você sabe como a gente adorou!

A Deli continua funcionando, sobre nova direção, na 6440 Via Real Ste 1, Carpinteria.

No próximo Post: Nosso ultimo dia em Santa Barbara: Camarillo Outlet

Rincon e suas direitas perfeitas: só faltou o swell entrar

Todo surfista conhece Rincon e sonha com as direitas perfeitamente longas do pico. A gente não é diferente, e apesar de já ter pisado nas areias da praia, continuamos com o mesmo sonho. Quem acompanha o blog sabe que não demos sorte e pegamos a grande maioria dos picos bem flats.  Em Rincon não foi diferente.

Apesar de sabermos de falta de swell acordamos na segunda e decidimos ir até lá só para dar uma espiadinha.

Imagem 003

page1

page

E quer saber? Deu mais vontade ainda de um dia ver a perfeição das ondas se formando alinhadas na água e quebrando quase que sincronizadamente em direção a areia. Quem sabe um dia…

O sonho de ver Rincon quebrando assim continua!

A perfeição das direitas é impressionante.

Pra quem tem interesse em saber mais sobre o pico, traduzi as informações do Surfline sobre Rincon.

Sobre Rincon Texto original http://www.surfline.com/surf-report/rincon-southern-california_4197/travel/.

Alguns picos servem como prova inquestionável que o nosso Criador era surfista. Rincon, o famoso pointbreak em formato de meia lua próximo a fronteira ao norte de Ventura, é um deles. Enquanto os points próximos de Santa Barbara são continuamente atingidos por Channel Island e por Point Conception, Rincon recebe apenas o fim da maioria dos swells de inverno.

Só demora uma onda completa para perceber por que Rincon é considerado o melhor pointbreak de direita da Califórnia. Se você conseguir entrar na onda no “Indicator”, correr até a seção que corre pela boca de “Rincon Creek”, conectar até a enseada e cavar até a Freeway (uma distância total de 300m), você terá completado o “Iditarod” do surf em pointbreak.

A localização de Rincon – no meio do caminho entre Santa Barbara e Ventura – e o seu acesso – uma pequena caminhada do estacionamento e um ótimo lugar para dar um check enquanto você passa pela freeway -ajuda ele a ser um dos picos mais crowds no inverno do sul da Califórnia  Não é incomum ver mais de 150 maniacos vindos de longe – de Lompoc ao norte, a Valencia no sul – buscando por algum swell em uma manhã cheia.

Deixando o crowd de lado, Rincon é longo, às vezes uma onda com várias seções que tende a distribuir a fartura.  Ao menos que Tom Curren esteja na água Rincon é democrático. Quando todas as seções estão funcionando – o que acontece com qualquer sweel de inverno de 3 pés – existem 3 picos principais:

THE COVE: A jóia da coroa da rainha na costa. Quanto mais de oeste estiver o sweel, melhor. Quanto mais areado, melhor. Uma seção perfeita que começa na metade do caminho  das pedras alinhadas na Hwy 101. Foi aqui que Curren evoluiu de Menino-maravilha a Super-Homem alguns invernos atrás. Todos querem um pedaço do The Cove, que, é claro, faz dele frustrantemente crowdeado.  A não ser que você esteja lá em julho, durante um vento de sul ou na patrulha da lua cheia, você nunca terá o The Cove só pra você.

THE INDICATOR: Aonde os Big Boys surfam. The Indicator é aonde os homens pegam seus longboards, sentam lá fora no pico e tentam ir longe. Uma área popular e mais livre quando o The Cove está lotado de longs. Apesar de ser uma onda de extrema qualidade, é a mais lenta do trio.

THE RIVERMOUTH: Uma imprevisível, as vezes poluída, as vezes ultra-cavada seção que liga o Indicator ao The Cove. Durante um swell típico, um pouco mais da metade das ondas que quebram aqui acabam fechando. Mas é um bom lugar para tentar se achar quando as outras opções já estão tomadas por 200 de seus amigos mais próximos.  A área teve problemas crônicos com poluição durante anos, mas organizações como a Clean Up Ricon Effluent (CURE) tiveram progresso em achar os culpados – os tanques sépticos conectados a 72 casas do lugar – e limparam a bagunça de uma vez por todas.

Mais Detalhes:

Melhor Maré: Baixa
Melhor direção do swell: Oeste, Sudoeste, e Noroeste com períodos menores do que 15 segundos
Melhor tamanho: 1 a 2 metros
Melhor Vento: Nordeste
Tamanho perfeito:10 (1=Lake Erie; 10=Jeffreys Bay)
Fundo: Paralelepipedos
Nível de habilidade: Intermediário a avançado
Traga seu: Pranchinha, longboard
Melhor época: Outono, inverno
Acesso: Fácil, estacione no sul ou no norte de graça
Fator Crowd: Pesado
Vibe Local: Normalmente tranquilo, as vezes moderado
Queimação do Bíceps: 7 (1=1ft Waikiki; 10=15ft Ocean Beach)
Patrulha do Esgoto: 6 ou pior (1=limpo; 10=cocos boiando)
Perigos: O crowd, drops e longboards

 

 

* Algumas das fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor contate-nos.

 

 

Compras em Santa Barbara

Apesar de ser uma cidade relativamente pequena, Santa Barbara é ótima pra compras. Você encontra todas as lojas bacanas de San Francisco e Los Angeles em versões mais enxutas por aqui, além de surfshops bem legais que não existem em outros lugares. A maioria está concentrada ao redor da State Street, que fica no centro e próxima a East Beach.

Paseo Nuevo Shopping:

IMG_3239-vert

O shopping a céu aberto fica bem na State Street e tem lojas boas como Macys, Vistoria’s Secret, Abercrombie,  Bath and Body Works, BeBe, Gap, Nordstrom e Sephora. Acho que vale a pena ir se você não for a nenhuma cidade grande, por que essas lojas em San Francisco, Los Angles ou San Diego são bem maiores e tem mais variedade.


Ver mapa maior

Paseo Nuevo Shopping – 651 Paseo Nuevo, Santa Barbara, CA 93101

Channel Island

IMG_3193

A marca é famosa por fabricar as pranchas Al Merrick e patrocinar nada mais nada menos do que Kelly Slater, Dane Reynolds, Bethany Halminton, Rob Machado e mais um monte de gente bacana. Só existem duas lojas da marca no mundo, uma em LA e a outra em Santa Barbara. Não dá pra não ir né?


Ver mapa maior

Channel Island Santa Barbara Retail Shop – 36 Anacapa Street, Santa Barbara, CA, 93101

Beach House

IMG_3223

Tradicional em Santa Barbara, a loja existe desde 1962. Além de surfware  tem uma boa variedade de wetsuits, pranchas, longboards e Stand Ups pra vender mas que também podem ser alugados. Lá a gente achou uma coisa que procuramos bastante: quilhas FCS vendidas separadamente. Bom pra substituir aquela que caiu ou quebrou. Fica no comecinho da State Street.


Ver mapa maior

Beach House – 10 State Street, Santa Barbara, CA, 93101

Love Culture: Das cidades que passamos três delas possuíam filiais da loja – Los Angeles, Santa Mônica e Santa Barbara. Escolhemos ir a de Santa Barbara – apesar de ser um pouco fora de mão – por que sabia que íamos ter tempo de sobra por aqui, ao contrario dos outros lugares. A Love Culture é parecida com a Forever 21 – que pra quem não conhece é o paraíso para meninas que gostam de roupa – mas mais barata e bagunçada. O que me levou até lá foram as jaquetas de “couro” que na época estavam super na moda e saim por menos de $30 cada uma. Olhando o site dá pra decidir se vale a pena ou não ir até lá! Fica em um shopping próximo a Goleta.

PS: Indicação da minha amiga mais querida, Heloisa Garcia!!! 😉

Imagem 019
Love Culture – 121 South Hope Street, loja D100 – Santa Barbara, 93105. 

Entre Santa Barbara e Los Angeles existe também um Outlet, mas vou fazer um post só sobre ele.

No próximo post: Rincon e suas direitas perfeitas

Dia 3 em SB: almoço no Pascucci

Depois de visitar o Surfing Museum fomos em direção a State Street. Antes de ir as compras decidimos almoçar e o lugar escolhido foi o Pascucci – dica da Maryanne, do Hotel Califória Blog. Que dica boa!

O ambiente é bem legal. O cardápio conta com uma ótima seleção de antepastos,  menu kids, uma boa variedade de saladas, risotos e massas, grelados, sanduíches e pizzas, além de combinações de pratos à preços especiais. E falando em preço, ele é super justo.

A entrada do restaurante.

A entrada do restaurante e as agradáveis e concorridas mesinhas externas.

O ambiente é romântico e bem decorado.

Lá dentro, o ambiente é mais romântico.

O couvert – pãezinhos de alho com manteiga – estava uma delícia e segurou nossa fome enquanto esperávamos nossos pratos: o Gui foi de lasagna– o molho estava um pouco ácido – e eu escolhi um risoto de pesto com camarão e alcachofra – e esse sim estava fantástico. Os pratos devem ficar maravilhosos acompanhados de um bom vinho, mas optamos por ficar só no suquinho, já que tínhamos muito pela frente ainda. A conta deu $30. Nada mal não é?

ffffffff

1.Couvert. 2. Lasagna: molho a bolognesa, muzarella, ricota e parmesão $11,99. 3.Toscano: arroz arbóreo  camarão, pesto, corações de alcachofra, tomate seco e lascas de parmesão $11,99.

Mais informações:

Pascucci – http://www.pascuccirestaurant.com/

729 State Street – Santa Barbara, CA (no Paseo Nuevo shopping, só que virado para a rua)


Ver mapa maior

No próximo Post: Compras em Santa Bárbara

SB Surfing Museum

O Surfing Museum de Santa Barbára é pequenininho, mas cheio de relíquias bacanas. Imagine você ficar frente a frente com uma prancha usada em 1933 ou um legitimo skate Hobie Vita Pak? Tem tudo isso lá.

aaaaaaaaaa

A entrada  é grátis.

O museu foi fundado em 1992 por James O’Mahoney, surfista nascido em Long Beach em 1945. James promoveu a maior parte das competições de skate na Califórnia até 79 e publicou a primeira revista de Skate da época, com uma única edição.

aaaaaaaaaaaaaaaaa

Capa da primeira e última revista publicada por O’Mahoney.

aaaaaaaaa

Todos os tipos de prancha.

aaaaaaaaaaa

Prancha de madeira maciça, com acabamento em madre pérola. Reynolds Yater e Kevin Ancell.

aaaaaaaaaa

Cartaz dos anos 50, anunciando os primeiros voos para o Hawaii.

aaaaaaaaa

Itens e ornamentos da terra do Ula Ula.

aaaaaaaaaaa

Guitarras havaianas.

aaaaaaaa

Violão com acabamento em madre pérola.

aaaaaaaaaaa

Festa em Venice Beach.

aaaaaaaaaaaaa

Além do surfe, o museu conta com um acervo bacana de skate.

aaaaaaaaa

Muitos shapes antigos estão expostos.

aaaaaaaaaaa

Além de fotos e cartazes.

aaaaaaaaaaa

“A foto de skate mais publicada da história. A primeira foto que mostra que você pode ficar  parcialmente vertical.” Tirada por James O’Mahoney em 1975.

aaaaaaaaaa

Cartaz de 1976: Professional Skateboard Championship promovido pela Free Former.

Ao lado do Museu do Surf James havia recém inaugurado outro museu com o restante de seu acervo que tem de tudo um pouco. Mas principalmente objetos que ajudam a contar a história da Califórnia, principalmente de SB. O próprio estava lá, convidando as pessoas para entrar e distribuindo adesivos para quem assinava o livro de visitas.

A fachada dos museus.

A fachada dos dois museus: um ao lado do outro.

aaaaaaaaaaa

O sino faz parte da história da Califórnia: haviam vários pelo El Camino Real. Esse ficava em Rincon.

aaaaaaaaaaa

Artesanatos, vestuário e objetos indígenas.

Mocassim todo bordado com miçangas

Mocassim todo bordado com miçangas.

Caveiras.

Kapala Skulls: canecas feitas de caveiras humanas e usadas em rituais budistas no Tibet.

O Santa Barbara Surfing Museum fica próximo a State Street, é grátis e só abre aos domingos do meio dia as 5pm.

Mais informações:

SB Surfing Museum

16 1/2 Helena Avenue: #C
Santa Barbara, California 93101
Phone: 805-962-9048