Kite Surf: a gente quer velejar também – Hospedagem na Taíba

Apesar de ser uma cidade pequena a praia é bem extensa e é legal ficar atento a localização na hora de escolher a hospedagem. Como nosso foco principal era o Kite, nossa intenção era ficar o mais próximo da lagoa possível. Porém, após um pouco de pesquisa percebi – e confirmei pessoalmente depois –  que não há nada realmente perto da lagoa. De nenhuma pousada você vai conseguir ir a pé até ela, portanto, optamos por ficar de frente para o pico de surf,o Morro do Chapéu, que fica exatamente na ponta oposta da praia.


Visualizar Sem título em um mapa maior

Estávamos em dúvida entre alugar uma casa e ficar em uma pousada – já que estávamos em sete pessoas. Por fim achamos um lugar que unia os pontos positivos de cada uma dessas opções.

O Taíba Beach Resort é um condomínio de casas e pequenos apartamentos. De frente para a praia conta com uma ótima estrutura – tem segurança, estacionamento, wi-fi, restaurante que serve aperitivos e refeições e uma piscina linda. A maioria das propriedades pertencem a holandeses e talvez por isso, nós eramos praticamente os únicos por ali.

page recepção page piscina page externas

Ficamos em um apartamento que eu achei pelo site Alugue Temporada com uma diária super justa. (O apartamento que nós ficamos não está mais disponível no site. Tentei contato com os proprietários e não obtive retorno. Porém outras unidades do mesmo resort estão disponíveis no site e também através de contato direto com o condomínio.)

Os proprietários, foram bem atenciosos com a gente. Nos deram várias dicas e levaram os meninos para dar uma volta pela cidade, mostrando como fazíamos para chegar até a lagoa, os principais restaurantes e comércio.

Os dois quartos – com ar condicionado e Tv –  e o mezanino,  acomodaram-nos muito bem. O único inconveniente é que os banheiros – são dois no total – ficam no interior dos quartos e se alguém for dormir no mezanino vai ter que de qualquer jeito, entrar nos quartos para usa-los. Democraticamente nos dividimos e combinamos que iríamos sempre dormir de porta aberta, pra ninguém ficar constrangido de entrar.

page sala

A cozinha tem todos os utensílios: cafeteria, bebedouro quente e frio, maquina de lavar louça e até uma máquina de lavar roupa que nós usamos bastante. A sala é grande e tem uma Tv com vários canais. As duas varandas  com rede, super gostosas, foram o lugar que ficávamos a maior parte do tempo.

page cozinha page varandas

A escolha de ficar lá não podia ter sido mais assertiva. Taíba possui poucos restaurantes e foi ótimo poder fazer algumas refeições em casa. Além disso a área comum do apartamento nos permitiu uma socialização maior com nossos companheiros de viagem.

page galera

Fora a área do condomínio que é incrível e o restaurante com preço justo e comida gostosa. Se soubéssemos dele antes, teríamos nos programado para cozinhar menos.

page vistas

Além da diária você paga uma taxa de limpeza, que acontece no dia do check out. Nós contratamos a faxineira mais um dia, no meio da nossa estadia, para dar uma ajeitadinha em tudo.

Para quem vai em menos pessoas, ou simplesmente prefere ficar numa pousada, há algumas opções. Nós conhecemos duas delas.

A Pousada Taiba Blauset – onde os amigos que vieram só passar o fim de semana ficaram – é ok e tem bom preço, mas as fotos do site valorizam bastante a realidade.

page bauset

A Vila Marola é um pouco mais cara, mas mais bonita e bem mantida, além de ser de frente pra praia e possuir uma escola de kite própria.

page vila marola

Mais informações:

Pousada Taiba Blauset
http://www.pousada-taiba-blauset.com/en/index.html
Rua Barra Mar, nº1
pousadablauset@gmail.com
Telefone:  55 (85) 87087512
Diárias a partir de R$85,00

 

Pousada Vila Marola
http://www.vilamarola.com.br/
+55 85 33156392
+55 85 33156357
+55 85 91817734
Diárias a partir de R$200,00

 

Taiba Beach Resort
http://taibabeachresort.com/

Kitesurf: a gente quer velejar também! – A escolha do pico

Esse post dá início a uma nova vertente do Destino Califórnia, a aba “Outros Destinos”, que vai reunir dicas e relatos sobre outras viagens que fizemos, sempre envolvendo esportes radicais e natureza.

Vamos estreá-la com uma viagem que fizemos em julho de 2013, para o Nordeste do Brasil.  O principal objetivo da viagem era aprender um novo esporte, o Kitesurf.

Para quem não sabe, nós moramos a cinco anos em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo. Conhecida como capital da vela, a Ilha costuma receber ventos e o canal que a separa de São Sebastião fica todo colorido, repleto de veleiros e mais recentemente, de Kitesurfs.

O canal de Ilhabela em dia de vento leste. Foto: O Rei da Ilha

O canal de Ilhabela em dia de vento leste. Foto: O Rei da Ilha

O esporte surgiu a pouquíssimo tempo, mas sua popularidade vem crescendo desde então. Aqui na Ilha, já virou uma febre, e a gente ficava babando vendo toda aquela galera se divertindo na água – vale lembrar que aqui não tem onda e o vento é uma das únicas alternativas para prática de um esporte aquático mais radical.

Mas aí você me pergunta: se venta aí onde vocês moram, porque fazer uma viagem para aprender a praticar o esporte?

Porque aprender a velejar de Kite não é uma tarefa das mais fáceis e as condições aqui da Ilha não são ideais para iniciantes. O vento não é tão constante, a correnteza do mar é forte e o canal é fundo, o que faz necessário um bote de apoio para evitar maiores perrengues.

Nossos amigos, praticantes do esporte, costumam viajar ao menos uma vez por ano, normalmente para o Nordeste, em busca de condições clássicas e velejo por dias seguidos – algo raro por aqui.

Decidimos então embarcar em uma dessas viagens. Queríamos um destino que proporciona-se diversão para os mais experientes e boas condições para quem fosse aprender. Cogitamos João Pessoa, Canoa Quebrada, Cumbuco… no fim acabamos escolhendo Taíba, uma cidadezinha do litoral cearense que fica a cerca de uma hora de carro de Fortaleza.

Taiba visão geral

Em sete pessoas – quatro velejadores experientes, dois iniciantes e uma grávida – mais três amigos que iriam nos encontrar apenas no fim de semana, fechamos a viagem. Uma semana no paraíso do Kitesurf.

No próximo post : mais sobre a praia de Taíba e como a gente fez pra chegar até lá.

*As fotos desse post não são de autoria do blog. Se você detém os direitos de alguma das imagens e quiser que a mesma seja retirada ou creditada, por favor, contate-nos.