Ruby’s Diner, nosso almoço em cima das ondas de HB

Depois do surf nada melhor do que um almoço caprichado. E nada mais apropriado do que matarmos nossa fome no cartão postal de Huntington, o Ruby’s Diner, que fica em cima do píer.

A vista da praia de cima do pier.

A vista da praia de cima do pier.

A lanchonete lá no fim.

A lanchonete lá no fim.

O cartão postal.

O cartão postal.

A lanchonete recria o ambiente dos anos 40, e em cada uma das suas unidades – são 48 no total – traz elementos que aludam ao local. No caso de Huntington são pranchas que fazem parte da decoração.

A decoração e a vista do Ruby's de Huntington.

A decoração e a vista do Ruby’s de Huntington.

Nós fomos de clássicos e pedimos o milkshake de Oreo, um x-salada e um hamburguer com shitaques. Gastamos menos de $30. A comida estava boa, mas nada de espetacular. Valeu mesmo pela diversão de almoçar em cima das ondas tão famosas.

Milkshake, hamburguer e batata frita!

Milkshake, hamburguer e batata frita!

Continuamos nosso passeio pela Main Street, onde ficam muitas lojas e restaurantes além da Surfing Walk Of Fame, uma espécie de calçada da fama do mundo do surf.


Ver mapa maior

A estátua em homenagem a Duke e a calçada da fama do surf ao fundo.

Estátua em homenagem ao Duke, que trouxe o surf para cidade e a calçada da fama do surf ao fundo.

A Main Street é cheia de barzinhos e tem uma vida noturna agitada. Nós voltamos no dia seguinte a noite para curtir um pouco e ainda passar na Jack’s Surf Boards, uma das maiores surf shops da California que também tem filiais em Newport, Corona Del Mar, Hermosa Beach e Dana Beach. Além da loja principal, há um espaço ao lado dedicado só para as mulheres.


Ver mapa maior

Por volta das quatro da tarde decidimos que era hora de pegar a estrada de novo. Seguimos com direção a Newport e no próximo post vou falar sobre a melhor hospedagem da viagem: a casa da Linda, em Balboa Island.

Huntington Beach – a Surf City, USA

Antes de chegar ao local que escolhemos como base no OC, decidimos fazer uma parada em Huntington Beach, a Surf City USA.  O local disputa com Santa Cruz esse título, mas ganhou oficialmente  em 2008 o direito de usar a marca.

Vista aérea da Surf City.

Vista aérea da Surf City.

Assim como na maior parte do sul da Califórnia, foi Duke Kahanamoku que trouxe o esporte para cidade em 1925 – nós já contamos a história dele aqui.  Em 1959 o primeiro U.S. Surfing Championship foi cediado na praia.  Hoje, esse campeonato, o U.S. Open of Surfing, é o maior do mundo e acontece anualmente durante verão. A cidade recebe mais de 500 mil visitantes durante o evento que além de surf, promove competições de Skate.

A multidão que domina a praia durante o U.S. Open.

O cartaz do evento do ano passado e a multidão que domina a praia durante o U.S. Open.

Se você quiser saber mais sobre a história do surf na cidade vale a pena visitar o Internacional Surfing Museum que fica na esquina da 5th com a Olive Street. Nós infelizmente, não tivemos tempo de ir.


Ver mapa maior

Chegando lá, estacionamos o carro no estacionamento público no lado sul do píer, fomos pegar um sol e fazer um surf na tão famosa praia.

Chegando na praia, o lado sul do pier, sem ondas.

Chegando na praia, o lado sul do pier, sem ondas.

Os locais.

Os locais.

O lugar tem três picos de surf: a 17th Street, o HB Pier North Side e o HB Pier South side, aonde normalmente acontece o U.S Open. As ondas estavam melhores no lado norte.

Os tres picos da praias:  17th St, HB Pier North Side e HB Pier South Side.

Os tres picos da praias: 17th St, HB Pier North Side e HB Pier South Side. Fotos: Surfline

O Gui caiu e eu fiquei tirando fotos da areia. O dia estava quente e ensolarado, mas mesmo assim a água é muito gelada. O Gui disse que perto do píer tinham vários leões marinhos que ficavam boiando e brincando nas ondas.

Se preparando pra enfretar a água gelada.

Se preparando pra enfretar a água gelada.

Foto clássica.

Foto clássica.

Apesar do mar poequeno, deu pra se divertir.

Apesar do mar pequeno, deu pra se divertir.

Depois de quase duas horas na água, a fome já estava grande. No próximo post vou contar sobre nosso almoço no Ruby’s Diner, em cima do píer.

Hi everyoneeee!

Quem somos nós:

Guilherme Assis – Gui
Idade: 27 anos
Profissão: Hoteleiro
Esportes preferidos: Surf, mergulho, skate e jiu jitsu.
 
Anna Carolina Valverde – Caru
Idade: 25 anos
Profissão: Artista Plástica
Esportes preferidos: Bike, corrida, surf e jiu jitsu.
 
 

Objetivo da Viagem: Uma viagem de carro pela costa da Califórnia sempre foi um sonho nosso. Em busca de boas ondas e da história do surf, percorrer lugares tão emblemáticos como Mavericks, Santa Cruz, Rincon, Venice Beach, Trestles e San Diego. Além disso, poder conhecer cidades onde qualquer um gostaria de morar, museus únicos, paraísos de compras e pontos turísticos de tirar o fôlego. De quebra ainda dar uma passadinha em Las Vegas, a cidade do entretenimento. Tudo isso em um mês, em ótima companhia, um carro e muita disposição!

Objetivo do Blog: O objetivo principal do blog é que nossos familiares e amigos possam ter idéia de como foi a nossa viagem. Moramos longe de muitos e nos dias de hoje, é difícil ter tempo, mesmo com os que estão perto, para contar tanta coisa. Vamos tentar fazer um post por semana e contar tudo pra vocês!!!

Mas aproveitando que estamos aqui, resolvemos fazer algo que pudesse também ajudar outras pessoas. Para planejar a nossa viagem, nós usamos vários blogs e isso foi essencial para que tudo desse tão certo como deu. Chegou então a nossa vez de contar a nossa experiência e quem sabe ajudar alguém!

Roteiro da viagem: Saímos de São Paulo com direção a San Francisco no dia 8 de agosto de 2011. Ficamos 4 dias por lá e então alugamos um carro e percorremos a costa em direção ao sul pela Hwy 1. No percurso paramos para surfar e conhecer Half Moon Bay, Santa Cruz, Monterey e Carmel, Santa Barbara, Malibu, Santa Mônica e Venice Beach, Orange County e San Diego. De San Diego seguimos para LA, onde passamos três dias, e depois seguimos para Las Vegas, aonde finalizamos com grande estilo nossa viagem no dia 8 de setembro de 2011.

Incrivelmente inesquecível! Esperamos que vocês possam sentir um gostinho do que foi!

Caru

Gui