Maritime Museum

Tiramos nosso terceiro dia em San Diego para conhecer a parte mais central da cidade. Havia uma previsão de swell para entrar nos próximos dias e enquanto ele não vinha deixamos as ondas de stand by. Encontramos o Lukas – a Ana não pode ir por que estava trabalhando – e saímos em direção ao Navy Pier.

Região central de SD:


Exibir mapa ampliado

San Diego tem grande tradição e importância na história da marinha dos Estados Unidos, a maior e mais poderosa do mundo. É lá que fica a maior Base Naval da Costa Oeste, com 54 navios. A população total de 20 mil militares e seis mil civis ocupa uma área de 4 km² com 13 piers espalhados pelo território.

Existem alguns museus e atrações turísticas que abordam o tema pela cidade e nós decidimos começar nossa jornada conhecendo o Maritime Museum. O museu, fundado em 1948, tem uma das melhores coleções de embarcações históricas do mundo. Em exposições permanentes e temporárias o visitante é convidado a embaracar – literalmente – na história naval. São sete embarcações que ficam atracadas em um píer a beira da North Harbor Drive. Você pode entrar em todas elas e conhecer o interior das fragatas, submarinos e até da balsa que costumava fazer a travessia da baia de San Francisco no século 19.


Exibir mapa ampliado

Chegamos por volta das nove e compramos nossos ingressos no guiche. Além de conhecer os navios atracados é possível também viver uma Sailing Adventure e velejar em uma das fragatas pela baía de San Diego por quarto horas – a partida acontece diariamente ao meio dia. Como tinhamos outros planos para tarde, decidimos pelo ingresso normal.

aaaaa

Da entrada do museu você já consegue visualizar as embarcações.

Começamos nossa jornada pelo HSM Surprise, uma réplica da fragata da Royal Navy, Rose, do século XVIII, construído em 1970. Inicialmente usada para passeios e testes, em 1991 foi transformada em um veleiro escola. Em 2003 foi usada como cenário no filme Mestre dos Mares: O lado mais distante do mundo, antes de ser comprada em 2004 pelo Maritime Museum.

aaaa

O HSM Surprise, lindo do lado de fora.

aaaa

O interior funciona como museu e tem objetos e móveis ligados a história da navegação.

aaaa

É permitido tocar em quase tudo, dá até pra brincar de pirata!

aaaa

O timão, o bote salva vidas e a proa do navio.

Nosso segundo tour foi pelo submarino B-39. Constuído pela marinha soviética em 1970, foi utilizado por mais de 20 anos. Com trezentos pés de comprimento e pesando mais de 20 mil toneladas, está entre os maiores submarinos já construídos. Projetado para localizar navios de guerra dos Estados Unidos o submarino era letal: carregava 24 torpedos e uma tripulação de até 78 homens. Foi tomado pelos EUA após a Guerra fria e hoje ironicamente está atracado entre seus antigos adversarios. O filme Phanton, que conta a história dos submarinos soviéticos, acabou de ser lançado nos Eua e a maior parte dele foi gravada no interior do B-39.

aaaa

Antes de entrar no submarino você tem que fazer um teste para ver se vai passar pelas “portas”.

asaa

Lá dentro, tudo é escrito em russo. Imaginem ter que dormir nessas camas a vários metros de profundidade??

Depois fomos pra a Ferry Berkeley, a balsa que de 1868 até 1958 fez a travessia da baía de San Francisco. Seu interior é tão grande que abriga uma completa bibblioteca sobre o assunto, o escritório do museu e ainda as exposições temporárias. No seu deck superior são realizados diversos eventos, inclusive casamentos. Imagine que charme casar numa balsa tão importante?

aaaa

Na balsa, é possível visitar a sala de máquinas.

Depois de uma pausa para o almoço – que eu vou contar no próximo post – continuamos a visita pelo museu no Uss Dolphin, mais um submarino. Construído em 1962 pelo governo americano, contrasta bastante com o B-39 em termos de tecnologia, começando pela profundidade que atinge, a maior do mundo até os dias de hoje.

aaaa

O Uss Dolphin, bem mais moderno do que o B-39. Tinha até máquina de gelo.

aaaa

As instalções eram limpas e confortáveis. Tinha até chuveiro.

Visitamos também o pequeno Yach Medea, de 1904. Construído na Europa originamelnte como uma embarcação para eventos sociais e viagens de pesca, foi usada pela marinha inglesa durante a segunda e a primeira guerra mundial.

aaaa

O Yach era luxuoso por dentro, com direito a sala de estar e jantar.

aaaaa

Também é possivel percorrer todo o interior e visitar todos os comodos.

E finalmente chegamos a última e mais esperasa embarcação, o Star of India, o barco a vela mais antigo do mundo em funcionamento. A fragata foi construída em 1863 na Europa e ganhou esse nome pela quantidade de viagens que fez a India. Desde então já deu a volta ao mundo 21 vezes.

aaaa

Visto de fora, o Star of India já é lindo.

aaaaa

Meu deus! Pra que tanto cabo? Imaginem a confusão.

aaaaaa

O navio também tem uma espécie de museu no interior. Em uma das alas é possível se vestir de imigrante e fingir estar atravessando o Atlântico em direção ao Novo Mundo.

\\\\\

O Lukinhas foi um ótimo fotógrafo.

Depois de finalizarmos nossa visita ao Maritime Museum, a idéia era ir visitar o Uss Midway, o maior porta aviões aberto a visitação do mundo, uma das mais famosas e aclamadas atrações turisticas de San Diego.

Mas não dava, a gente já tinha visto muito barco para um dia e acabamos desistindo. Fomos até ele só para ter uma idéia do tamanho, do lado de fora mesmo.

Se você quiser saber mais sobre o porta aviões, acesse esse post do Mau Oscar Blog , super completo e cheio de fotos.

aaaa

A magnitude do porta aviões.

Ah! E não podia faltar a clássica foto na Uncondicional Surrender, a famosa escultura que retrata um marinheiro beijando cinematrograficamente uma enfermeira. A estátua, criada pelo artista Seward Johnson, foi baseda em uma foto e possui diversas versões ao redor do mundo.

aaaaa

A clássica foto do beijo e depois, os meninos fazendo graça com a moça. Na última foto, a imagem que inspirou a escultura.

As três atrações ficam bem pertinho uma da outra, dá pra fazer tudo de uma vez!

A. Maritime Museum B. USS Midway C. Uncondicional Surrender


Exibir mapa ampliado

Mais informações:

Maritime Museum – 1492, North Harbor Drive – San Diego, CA
Abre diariamente das 9am as 8pm
Ingressos: $16
Sailing Adventures: $60

 

USS Midway – 910, North Harbor Drive – San Diego, CA
Abre diariamente das 10am as 5pm
Ingressos: $19

7 ideias sobre “Maritime Museum

    • Mau e Oscar! O blog de vcs é super bacana e o post está lindo! Parabéns! O Maritime Museum é sim, muito legal, não deixem ele de fora na próxima vez! Abraços

  1. Pingback: Antony’s Fishette: ao lado do Maritime Museum | Destino California

  2. Pingback: Hotel del Coronado | Destino California

  3. Pingback: Roteiro Resumido San Diego | Destino California

  4. Olá pessoal! Acabei de voltar da California, meu roteiro estava uma pouco apertado e por isso fiquei somente um dia em SD, e vou dizer uma coisa: as dicas de vcs foram essenciais para que eu aproveitasse ao máximo esse dia que passei lá! Consegui ir no Balboa, na Ocean Beach, Old Town, Hotel Coronado, Mont Soledad e ainda passei pelo porto onde fica o museu marítimo e o porta aviões, não dava tempo de ir neles, mas valeu a visita, e de noite ainda deu para esticar na Gaslamp! Claro que não pude curtir muito em nenhum deles, o efeito desse dia corrido foi ter me apaixonado pela cidade e ter criado uma vontade imensa de voltar!
    Obrigada por compartilhar as dicas de vcs!

    • Bruna,
      muito obrigada! É uma delícia saber que nosso objetivo de ajudar alguém foi cumprido. Comentários como o seu nos fazem querer continuar pra sempre com o blog! :)
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>