P.B.

Eu estava morrendo de ansiedade para chegar a San Diego. Queria muito conhecer a cidade e etc, mas o que eu queria mesmo era encontrar minha amiga querida, a Ana Banana.

Ela estava morando lá havia 3 meses, saiu do Brasil para trabalhar como Au Pair na casa de uma família moradora da cidade.  Além do trabalho, a Ana estava também fazendo um curso e logicamente usando seu tempo livre para se divertir e conhecer um pouco mais do estilo de vida da Califórnia.

O primeiro lugar que ela quis nos apresentar foi  Pacific Beach, mais conhecido pelos locais como P.B. Segundo a própria Ana o lugar é algo como “a Vila Madalena com praia”: cheio de barzinhos e restaurantes a área vive cheia de jovens e gente bonita circulando. A P.B. fica ao sul de La Jolla e é considerada a praia mais badalada e com a melhor vida noturna de San Diego.


Ver mapa maior

Nos escontramos em um restaurante aonde ela e as amigas – uma alemã, uma grega e até uma finlandesa, todas Au Pairs – almoçavam naquela tarde de domingo e compartilhavam os acontecimentos da balada na noite anterior. Nos já havíamos almoçado e ficamos ali só conversando, impressionados com a evolução do inglês da Ana.

Ela contou que queria nos levar a uma balada de frente para a praia, sempre lotada nos fins de semana e na qual ela estava a fim de ir a muito tempo.  A balada, só pra maiores de 21 anos, ficava sempre pra depois, já que uma das meninas era menor e  elas sempre optavam por ir a outros lugares juntas.

Depois de um passeio pelo calçadão, super empolgadas, fomos para o tal lugar e nos posicionamos na fila. Mas a sorte não estava com a Ana Banana. Eu estava só com meu Rg, sem o meu passaporte e acabamos sendo barrados. Apesar de tentarmos explicar para o segurança que a data do meu nascimento era aquela ali, ele não nos deixou entrar. Por isso fica a dica: faça uma cópia do seu passaporte em tamanho reduzido e leve-a para onde você for. Eu não imaginava precisar dela naquele dia e acabamos perdendo o que seria nossa primeira balada na California.

Acabamos ficando só na fila.

Acabamos ficando só na fila.

O jeito foi ir para a praia, assistir o por do sol e colocar o papo em dia. Nada muito diferente do que a gente costumava fazer por aqui, não é mesmo Aninha?

Por do sol em Pacific Beach, SD.

Por do sol em Pacific Beach, SD.

OBS: Me impressionei bastante com cartazes que encontramos nos restaurantes e estabelecimentos da praia. Eles alertavam para o alto índice de estupros ocorridos na região, aconselhando as mulheres a não andarem sozinhas ou tarde da noite pelo bairro. Não esperava isso por aqui.

 

Levamos a Ana pra casa e retornamos ao nosso Hotel. Jantamos uma pizza gigante de Peperonni da Domino’s.

No próximo post: La Jolla Shores

 

6 ideias sobre “P.B.

  1. Uaaauu, que lindo esse pôr do sol! Mininaaa, sabe que em 2010 eu fiz tuuudo pra ser Au Pair e na última hora não deu certo! Ficar 1 ano na Califa seria demais né! Eitaaa, tbm não esperaava uma msg dessa falando de um tipo de violência como estupro! #IMPRESSIONADA! =I

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>