MAVERICKS: o nosso sonho não realizado em Half Moon Bay

Quando escolhemos HMB para fazer parte da nossa viagem, o motivo principal foi o de a cidade abrigar um dos melhores e maiores picos de surf do mundo: Mavericks. Infelizmente e principalmente por estarmos no meio do verão não vimos Mavericks funcionando e meio que já esperávamos por isso. Ok, a cidade é incrível e nós fizemos outras coisas bem bacanas, mas o post de hoje vai ser sobre esse lugar icônico e com o qual ainda sonhamos.

Localização: Mavericks está precisamente localizado a duas milhas da costa no Pillar Point Harbor, ao norte de Half Moon Bay, no vilarejo de Princenton-by-the-Sea.

Mavericks, ao norte de HMB.

História: Em março de 1958 Alex Matienzo, Jim Thompson, and Dick Notmeyer – humanos e surfistas – e Maverick – cachorro e pastor alemão – decidiram testar as grandes e distantes ondas de Pillar Point Harbor. Maverick, o cão, foi o único que conseguiu cumprir o desafio, fazendo com que os três pioneiros do surf batizassem o pico – que eles concluíram ser muito perigoso para meros mortais – com esse nome. Até que em 1975 o local Jeff Clark olhou para as ondas e pensou “Por que não?”. As ondas gigantes foram pelos próximos 15 anos o parque de diversões privado de Jeff e ninguém parecia acreditar que uma onda gigante, do tamanho daquelas do Havaí, poderia residir na costa norte da Califórnia. Até que em 1990 a Surfer Magazine publicou uma foto do pico. Logo, o que não passava de um mero boato, virou destino obrigatório para qualquer surfista.

Desde 1975 até hoje Jeff Clark desafia as ondas gigantes.

Em Pillar Point tem uma surf shop com o nome dele, cheia de camisetas bacanas.

O que faz essa onda tão única, intimidante e gigante: A resposta está abaixo da superfície. Devido a topografia acidentada do recife rochoso em Mavericks a energia das ondas que vem do oeste interage com o fundo e rapidamente se converge em altura. Cientistas americanos já estudaram bastante o local e apresentam mapas bem detalhados do fundo. Se você quiser saber mais acesse http://maverickssurf.com/wave/geog.php. Lá tem até uma animação que mostra o porquê do tamanho monumental. (Atualizando: infelizmente o site saiu do ar).

Mavericks está dentro do retângulo preto.As áreas vermelhas representam os lugares mais rasos, enquanto as azuis, os mais profundos.

O Concurso: Em 1999, aconteceu a primeira competição em Mavericks, sob a direção da Quicksilver. A vitória de Darryl “Flea” Virostko, de Santa Cruz, representou a transformação de Mavericks, um point conhecido por poucos em Mavericks, um fenômeno internacional. O Mavericks Surf Contest® é agora um evento anual – sempre que as condições permitem – e serve como tributo para todos aqueles que desafiaram os limites do potencial humano, como Mark Foo, que desapareceu em 1994, após dropar uma onda de 18 pés. Em março de 2011, apenas 4 meses antes da nossa visita, outro surfista havaiano, Sion Milosky também morreu surfando por lá.

Quando ir: Nos meses de inverno, entre novembro e março. Mas é bem imprevisível, portanto acompanhe o swell se você quer ter mesmo certeza de presenciar esse espetáculo.

Como surfar: De tow in, somente com quem conhece muito bem o lugar e se você for um surfista muito experiente e cheio de coragem.

Quem encara?

Como assistir o espetáculo: Há alguns pontos em terra aonde dá pra enxergar o que acontece lá e durante o concurso, alguns telões são espalhados pela cidade. Mas se você veio até aqui, faça direito, e pegue um dos tours que levam de barco até o pico. Em dias de concurso, as vagas são bem concorridas e dá para fazer a reserva com bastante antecedência, mesmo sem saber a data exata, com a promessa de que você será avisado com um dia de antecedência – só para quem mora lá né! Mas em dias normais, há tours de duas horas que combinam a visita ao pico com observação de baleias a partir de $75.

Mais informações:

http://www.mavericksboatcharters.com/

http://www.riptide.net/

http://maverickssurf.com/

6 ideias sobre “MAVERICKS: o nosso sonho não realizado em Half Moon Bay

  1. Pingback: Pillar Point Harbor – Half Moon Bay | caliroadtrip

  2. Pingback: O que faltou fazer em Half Moon Bay | caliroadtrip

  3. Pingback: Chasing Mavericks (Tudo por um sonho), USA, 2013, 1h56min | Destino California

  4. Olá amigos estou novamente aqui me perdoem por tanto aluguel muito obrigado
    Vi o filme tudo por um sonho que vcs recomendaram e adorei , não sou surfista trabalho com música , então podem ver que não tenho muita intimidade com praia e surf
    Mas desde criança admiro quem faz e hoje tenho certeza que se tive-se coragem pra aprender isso mudaria a minha vida pra muito melhor sempre ouvi falar de maverick
    Então fique na dúvida e peço ajuda a vcs por favor
    Pelo que entendi maverick e o nome dado a onda ou ao fenômeno que forma a ondda e não o nome do lugar ta certo ? O nome do lugar e pilar point? E uma praia que fica em half moom bay .gostaria de ir lá para conhecer da pra ir até lá de carro .? E me desculpe perguntar se vcs chegassem lá e maverick estivesse rolando vcs encaravam entravam numa onda dessas ? Tem algum surfista brasileiro que encarou ? Muito obrigado boa sorte e tudo de bom

    • João, é isso mesmo, Mavericks é o nome da onda, do pico de surf. Ela se forma longe da costa, próxima ao Pillar Point Harbor. Existe uma praia pequena, que hoje em dia tem esse nome (lá que você vai ver o memorial para os surfistas que morreram na onda). No filme você pode ver que eles chegam e ficam observando as ondas de um mirante, que é o Pillar Point Air Force Station. Nesse mapa, você consegue visualizar tudo: https://www.google.com.br/maps/place/Mavericks/@37.4945489,-122.4985202,1217m/data=!3m1!1e3!4m2!3m1!1s0x808f724ef1e9cd85:0xe553fa0003a09334. Não sei como se chega na praia por terra, já que eu fui de kaiak. Mas deve ter um jeito. rs

      E se a gente encarava a onda? Eu com certeza não!! O Gui poderia encarar se não estivesse tão grande, se houvessem Jetskis de resgate, com alguém que conhecesse bem o pico. É realmente perigoso e devemos ter muita cautela.

      Vários brasileiros surfam em Mavericks, inclusive mulheres como Maya Gabeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>